Todo dia é dia!

 

 

Dia do cliente 

 

Fico reflexiva a cerca deste dia, tanto que nem escrevi ou postei nada neste sentido e talvez meus clientes fiquem questionando ou se sentindo menos importantes e quero pegar o gancho para falar disto com o empresário, o empreendedor.

 

Em todas minhas andanças por cursos e palestras, aqui e fora do estado ou fora do Brasil, venho analisando como se constituiu o perfil do cliente e da empresa. Em alguns países e cidades que visitei, mais precisamente Las Vegas, que é uma cidade pensada exclusivamente para atender às necessidades do cliente que ali está em todos os níveis, comecei a perceber que o modelo de negócio que temos aqui e a forma que abordamos o cliente é bem diferente.

 

Aqui no Brasil muitos abrem empresas para satisfazer suas necessidades e nem sabem em que negócio estão de fato envolvidos, uma vez que suas causas são pessoais. Lá eu percebi que ao contrário daqui sei em que negócio estou, onde quero chegar, qual meu cliente ideal e real, e crio uma estrutura mesmo que seja micro ou mega para atendê-los.


É incrível como tudo é pensado para que o cliente seja satisfeito nos mínimos detalhes, por exemplo, numa visita a um shopping que atende público AA, tudo começa na estrutura do espaço físico, de forma que o cliente (caso seja uma celebridade ou um bilionário) possa ter tudo de forma ágil, prática e disponível, sem que ele perca o foco maior, que são as vendas. 

 

Então você está me dizendo que eles só pensam em vendas e lucratividade? Para que uma empresa existe? Qual o propósito dela? O que de fato ela vende? Quais são os conceitos que estão por trás daquilo que você oferece? Quais os diferenciais e benéficos que você oferece ao seu cliente?

 

Como estava falando, um exemplo deste lugar que me impressionou:

 

Espaço aberto com ruas, pois caso meu cliente vá de carro, ele pode parar na porta e descer com mais privacidade, além de água fresca para saciar a sede de um animal de estimação, caso ele leve (pensando que em Las Vegas a temperatura chega a 44°, por exemplo).

 

Em outros locais que visitei, como hotéis e cassinos, que eram verdadeiros shows de entretenimento aberto ao público, com o objetivo de fazer o cliente vivenciar uma experiência extraordinária: exemplo disso é a réplica da Torre Eiffel - Paris, Veneza com seus canais e gôndolas. Como disse uma empresa vende conceito, magia e, assim sua marca se fortalece, pois proporciona ao cliente a experiência de ser cliente.

 

Então todos os dias é dia do cliente quando uma empresa traz em sua missão a satisfação dele, pois foi milimetricamente pensada para isto.

 

Deixo com você esta pergunta: Você sabe qual é verdadeiramente o seu negócio? 


Reflita sobre o seu negócio, suas escolhas e pergunte-se onde está agora. 


Onde será?

Como você vai chegar lá?

E o que você está oferecendo para o seu cliente externo e interno?

 

Simone Bernardino 
Master Coach Trainer
Executive Coach
Facilitadora em Constelação Familiar e Organizacional 
Head Trainer 
Master Coach Business 
65.996421617

 

 Mude sua vida conhecendo mais sobre constelação familiar e organizacional AQUI:

https://constelacaofamiliar.simonebernardino.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Postagens Recentes

23/10/2019

22/10/2019

23/09/2019

Please reload

VOCÊ QUER SABER MAIS SOBRE NOSSOS CURSOS?